Buscar

Bonequeiros estaduais e nacionais se apresentarão em Canela


Em fevereiro e março, Canela vai virar, mais uma vez, a cidade da arte bonequeira.


O projeto Arte que nos Toca - Bonecos na comunidade, do grupo Daiene Cliquet, envolverá 21 grupos artísticos, sendo locais, estaduais e nacionais, que se apresentarão no Canela Alegria. Devido à pandemia, a proposta do projeto é que as apresentações ocorram de forma híbrida, mesclando conteúdo digital que será apresentado em telão, e participações presenciais.

A primeira ação será no Centro Social Padre Franco, dia 15. A programação será destinada aos assistidos do local e moradores do bairro. Entre as atrações estão as companhias Penumbra, de Cuiabá (MT), Cia Trágica de Arte, de Pontal do Paraná (PR), Romulo Ramos, de Jaboatão dos Guararapes (PE), Cia Gente, de Santos (SP), Sergio Biff de Maricá, e Grupo Depois do Ensaio, ambos do Rio de Janeiro.

Além deles, as criadoras da técnica lambe-lambe no Brasil, há 30 anos, as baianas Denise Di Santos e Ismine Lima também vão se apresentar. Elas retornam à cidade que ajudou na disseminação da técnica nos anos 80. Do Estado participam da ação as companhias Caixa de Pandora e Maira Coelho, de Porto Alegre, e a Cia Entre Linhas, de Novo Hamburgo. Entre os grupos locais estarão Lucas Fialho com teatro lambe-lambe e Grupo Nós Mimo com teatro mímica.

De acordo com Maicon Rogério de Moura, diretor do Centro Social Padre Franco, os alunos do local estão há quase um ano isolados em suas casas com contato restrito ao mundo cultural. Com isso, o projeto vai levar um pouco mais de alegria neste momento de pandemia. “Seguindo todos os protocolos exigidos, será a possibilidade de vermos os rostinhos dos nossos alunos felizes novamente. Além de despertar, cada vez mais, o interesse deles pela cultura e pela arte”, afirma.


4º Mostra de Teatro Lambe-Lambe de forma híbrida

No dia 16, na Escola Bertholdo Oppitz, bairro São Lucas, a partir das 13 horas, ocorre a 4º Mostra de Teatro Lambe-Lambe de forma híbrida, ou seja, algumas apresentações serão por meio digital - no Youtube e Facebook Daiene Cliquet Artes, e outras presenciais. Serão 28 espetáculos de teatro de bonecos com o estilo lambe-lambe, sendo 15 presenciais. A atração é individual e tem duração entre 1 e 4 minutos. Haverá atividades complementares com distribuição das Pipocas da Lelê e maquiagem artística infantil, com Eliane Castilhos. A 4ª Mostra de Teatro Lambe-Lambe é destinada à comunidade escolar e moradores dos bairros próximos à atração. Como protocolos de medidas de segurança contra a Covid-19, haverá controle de distanciamento, disponibilização de máscaras e álcool gel. Além disso, os proponentes enfatizam que em todos os locais das atividades será realizada a sanitização por empresa especializada.

Já no dia 18, o projeto retorna ao Padre Franco para a segunda etapa do Canela Alegria. Pela manhã e tarde, acontece roda de conversa com participação de profissional de psicologia e direção teatral, além da montagem de boneca de pano e criação de fantoches.

Ações no Caps

Em março, nos dias 3 e 10, o grupo Daiene Cliquet levará o projeto para o Caps da cidade. No primeiro dia haverá uma roda de conversa entre o público, um profissional de psicologia e direção teatral. Também será oportunizada uma oficina para a montagem de uma boneca de pano. O espetáculo de teatro de bonecos da Cia Goliardos, Sítio do Pica Pau Amarelo, e o teatro lambe-lambe, O Pequeno Príncipe, serão apresentados na segunda data. Nesta ação a participação é restrita aos profissionais e assistidos no Caps.

Oficinas e bate-papos

Em todos os locais, após as apresentações, haverá bate-papo e oficinas de bonecos. “Vamos criar roteiros, com base nas experiências vividas pelas comunidades participantes, e essas histórias serão transformadas em mini espetáculos de teatro de bonecos”, adianta Daiene.

Programação em Canela

15/02 - Centro Social Padre Franco - apresentações do Canela Alegria (a partir das 13 horas)

16/02 - Escola Bertholdo Oppitz, bairro São Lucas - 4ª Mostra de Teatro Lambe-lambe (13 horas)

18/02 - Centro Social Padre Franco – Oficinas ( manhã 9 horas e tarde 13 horas)

03/03 - CAPS – Oficinas (13 horas)

10/03 - CAPS – Apresentações (13 horas)

Sobre o projeto

O projeto Arte que nos Toca - Bonecos na comunidade foi contemplado pelo edital SEDAC nº 09/2020 da Lei Aldir Blanc nº 14.017/2020, da Secretaria da Cultura do Rio Grande do Sul, com o intuito de levar a arte e a ludicidade das diferentes técnicas do teatro de bonecos a comunidades sem acesso a essas atividades. “Com o público, criaremos pequenas histórias retratando com a arte bonequeira situações que afetam esta comunidade, mas muitas vezes passam despercebidas, invisíveis a população geral, será desenvolvido oficinas de fantoches, e construção de bonecos que poderão fazer parte da apresentação destas histórias de vida”, aponta Daiene. O projeto contará com mais 70 apresentações de teatro de bonecos, além de oficinas também em Canela, Gramado, Nova Petrópolis, Picada Café e São Francisco de Paula, de fevereiro a abril. A programação contemplará bonequeiros convidados de vários estados do Brasil, que acontecerá de forma híbrida, parte presencial e parte virtual transmitida pelos canais Daiene Cliquet Artes.

19 visualizações